Home / Artigo / Renault alarga oferta VCL ao hidrogénio
Renault alarga oferta VCL ao hidrogénio
08 Nov, 2019

Além dos 100% elétricos, a estratégia da Renault vai incluir, também, a pilha de combustível. É que a marca anunciou que vai lançar versões a hidrogénio de Kangoo (no fim de 2019) e Master (em 2020).

De notar que estas versões chegarão ao mercado francês e a outros, mas não é líquido que isso suceda em Portugal, dado que não há postos de abastecimento públicos no nosso país.

A Renault vê no hidrogénio uma solução complementar à sua estratégia elétrica e híbrida, para oferecer aos profissionais uma nova solução de acesso aos centros das cidades, removendo o “travão” da autonomia para determinadas utilizações. A Renault recorda que a pilha de combustível de hidrogénio fornece a energia adicional para até três vezes mais autonomia do que veículos 100% elétricos, com um tempo de carregamento de apenas cinco a dez minutos.

O Renault KANGOO ZE Hydrogen, com chegada a França prevista ainda para 2019, terá uma autonomia elétrica do mercado de 370 km (WLTP), contra 230 km da Kangoo ZE. A versão a pilha de combustível tem um peso adicional de 110 kg, sendo o volume de carga de 3,9 m3. O modelo estará disponível em França por 48 300 euros (mais IVA), incluindo a compra da bateria e excluindo apoios à compra.

Quanto ao Renault Master ZE Hydrogen, previsto para o primeiro semestre de 2020 no mercado gaulês, triplicará os 120 km de autonomia da variante 100% elétrica para 350 km (WLTP). O modelo estará disponível na variante furgão (duas versões) e chassis-cabina (duas versões). Equipado com dois depósitos de hidrogénio localizados debaixo da carroçaria, o veículo mantém volumes de carga de 10,8 a 20 m3, ainda que pese mais 200 kg do que a variante elétrica “pura”.

Tags: 
comerciais
Eletrificação
Hidrogénio
Renault

Receba a nossa Newsletter

Receba periodicamente conteúdos sobre as tendências de mobilidade e do setor automóvel

Receba a nossa Newsletter

Receba periodicamente conteúdos sobre as tendências de mobilidade e do setor automóvel

Pin It on Pinterest